Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page
ajudem-nos
gostaram desse novo visuall?
Sim
Não
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (3506 votos)




ONLINE
1






 

Clique-me e siga-me no Twitter

Web Site Monitorado pelo Sentinela Web

Serviço de Monitoramento Sentinela Web

 

 

 

 

 

Link112

Link112


História dos Tablets

História dos Tablets

 

História dos Tablets

 

Para o público em geral o primeiro tablet surgiu no momento em que a Apple® lançou o iPad® no mercado em 2010, no entanto já tinham existido vários projectos que visavam a produção de um dispositivo electrónico que aliasse a portabilidade às características de um computador portátil convencional, com o benefício de não ser necessário um teclado para proceder à escrita, factor que condicionava a portabilidade desses mesmos computadores. Estas primeiras tentativas fracassaram, pois ainda não existia um avanço tecnológico que permitisse produzir um dispositivo tablet à altura das necessidades/exigências do público alvo. O conceito de tablet que temos actualmente, deve-se sobretudo à evolução tecnológica que ocorreu ao longo destes últimos anos a nível de hardware e software, que permitiram produzir produtos verdadeiramente diferenciados e de destaque no mercado.

Em 1915 é registada a primeira patente para um sistema que tinha a capacidade de reconhecer escrita de caracteres através do movimento da mão e a primeira demostração pública de um sistema com reconhecimento de escrita manual sem a utilização de um teclado convencional tem lugar no ano de 1956. Apenas na década de 60, nasce o conceito de tablet PC, quando em 1968, Alan Kay e a Xerox Palo Alto Research Center produziram um dispositivo com o nome Dynabook® que tinha como objectivo oferecer mobilidade e ajudar crianças carenciadas na sua educação. O facto de começarem a surgir dispositivos com um design futurista em filmes e séries televisivas, também fomentou o desenvolvimento do conceito tablet. No entanto, só no final dos anos 80/início dos anos 90 é que surgem os primeiros dispositivos que se assemelham aos tablets actuais. Foi em 1993 que a Apple® apresentou ao mercado o Newton MessagePad®, considerado por muitos um dispositivo desenquadrado com os utilizadores da época, pela sua tecnologia demasiado avançada. Pelas suas pequenas dimensões o Newton MessagePad® iniciou o conceito dos Personal Digital Assistant (PDA) e originou uma quebra nos projectos de desenvolvimento de um tablet verdadeiramente competitivo no mercado. É necessário avançarmos até ao ano 2000 para assistirmos à verdadeira revolução no conceito tablet. A Microsoft® lança em 2001 o Windows XP Tablet Edition®, um dispositivo com design apelativo, com uma tela sensível ao toque e que oferecia as funcionalidades do Sistema Operativo Windows XP®, no entanto a aceitação do público em geral não foi de todo a desejada. Aparecem entretanto outros dispositivos tais como o Compaq TC1000® em 2003 e o Amazon Kindle® em 2007, mas tal como o Windows XP Tablet Edition® estes não tiverem o impacto desejado no mercado de vendas. É então em Abril de 2010 que a Apple® lança o iPad®, um tablet com um ecrã de 9.7 polegas, 10 horas de duração de bateria, um processador de 1GHz A4, acesso à internet entre outras características que o destacavam dos seus antecessores. Inicialmente estes dispositivos foram adquiridos por utilizadores habituais da marca Apple®, mas o mercado de vendas rapidamente se expandiu a quase todo o tipo de utilizadores, iniciando desta forma pela primeira vez a exploração rentável do conceito tablet. A partir deste lançamento gerou-se um desafio transversal a todas as marcas de superar as características dos modelos iniciais e factores como o peso, a autonomia, a definição do ecrã, a qualidade do audio, a qualidade da câmera, as aplicações e o design tiveram um papel de destaque na decisão final do comprador.

 

FONTE:http://web.ist.utl.pt/joao.rodrigo/CM/?page_id=53