Sites Grátis no Comunidades.net
Translate this Page
ajudem-nos
gostaram desse novo visuall?
Sim
Não
Ver Resultados

Rating: 3.1/5 (3528 votos)




ONLINE
1






 

Clique-me e siga-me no Twitter

Web Site Monitorado pelo Sentinela Web

Serviço de Monitoramento Sentinela Web

 

 

 

 

 

Link112

Link112


maior palavra da lingua portuguesa

maior palavra da lingua portuguesa

maior palavra da língua portuguesa, registada num dicionário, é pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico, com 46 letras, uma palavra fictícia que se obtém através da junção de uma amalgama de síndromes, sendo uma palavra composta que duplica outra já existente. É de salientar e referir, que não é muito comum um dicionário efectuar registros deste tipo de palavras, pois se consultarmos livros técnicos, ou procurarmos outros tipos de palavras fictícias, constatamos que existem muitas outras palavras maiores do que esta na nossa língua, já para não referir que se podem criar imensas palavras compostas, muito maiores do que esta, seguindo as regras gramaticais da nossa língua.

A palavra ganhou registo oficial pela primeira vez em 2001, no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa e aparece descrita como uma doença pulmonar causada pela inspiração de cinzas vulcânicas,[1] é de referir que esta palavra foi inventada por Everett M. Smith, presidente da National Puzzlers' League, para ser a mais longa palavra de língua inglesa e que apesar de ter sido transposta para a nossa língua o nome cientifico da doença a que a mesma se refere é a silicose, o que implica que na nossa língua esta palavra seja considerada uma palavra fictícia.

A palavra de 29 letras anticonstitucionalissimamente é considerada a maior palavra portuguesa não técnica, e descreve algo que é efectuado de maneira muito anticonstitucional, ou seja, que é oposto à constituição.[2]

 

 

 

Maiores palavras não técnicas

As maiores palavras não técnicas registadas em dicionários são:

  1. Anticonstitucionalissimamente,[2][3] com 29 letras, é a maior palavra da língua portuguesa. É um advérbio e descreve algo que é efectuado de maneira muito anticonstitucional, ou seja, que é oposto à constituição.
  2. Oftalmotorrinolaringologista[4] (português brasileiro), com 28 letras, é o especialista em doenças dos olhosouvidosnariz e garganta, no entanto é uma palavra considerada obsoleta. É mais comum a palavra otorrinolaringologista (Veja abaixo).
  3. Inconstitucionalissimamente, com 27 letras, é o advérbio de inconstitucional e designa o mais alto grau de inconstitucionalidade. É tida geralmente como a mais longa palavra de língua portuguesa pelo Guinness Book of Records.[5]
  4. Otorrinolaringologista,[6] com 22 letras, é o médico que se ocupa dos ouvidos, garganta e nariz. 
  5. Inconstitucionalíssimo (masculino) e Inconstitucionalíssima (feminino), com 22 letras, adjectivo, singular, derivação de inconstitucional.